Prévia da inflação em novembro chega a 1,17%, maior índice desde 2002

A projeção sobre a inflação do país em 2021, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), teve alta de 1,17% em novembro. O número é o maior desde 2002, quando chegou a 2,08%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (25/11), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No total acumulado dos últimos 12 meses, o indicador chega a uma alta de 10,37%. Já no total de 2021, o aumento foi de 9,57%. Em novembro de 2020, a taxa foi de 0,81%.

A meta do Banco Central para a inflação é de 3,75%, podendo variar entre 2,25% e 5,25%.

Todos os nove grupos pesquisados tiveram alta em novembro. A maior variação aconteceu nos transportes, com um índice de 2,89%. Em segundo lugar veio vestuário, com 1,59%, e, em terceiro, artigos de residência, com 1,53%.

Veja a lista completa:

  • Transportes: 2,89%
  • Vestuário: 1,59%
  • Artigos de residência: 1,53%
  • Habitação: 1,06%
  • Saúde e cuidados pessoais: 0,8%
  • Despesas pessoais: 0,61%
  • Alimentação e bebidas: 0,4%
  • Comunicação: 0,32%
  • Educação: 0,01%

No grupo de transportes, o maior impacto foi da gasolina, com uma alta de 6,62%. No ano, a variação no preço do combustível foi de 44,83%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.