Bilionários estão mais ricos e menos generosos

Bilionários como Elon Musk e Jeff Bezos estão mais ricos do que nunca, desde o início da pandemia. A generosidade deles, no entanto, não acompanhou o ritmo de crescimento de suas fortunas.

De acordo com levantamento do Forbes Philanthropy Score, Musk e Bezos estão no grupo dos 156 bilionários mais sovinas. Doaram menos de 1% de suas fortunas para causas filantrópicas.

O estudo classificou 400 bilionários com base nas doações externas feitas por eles. Ou seja, não inclui contribuições para fundações privadas de magnatas ou fundos com incentivos fiscais que ainda não chegaram aos necessitados.

Foram atribuídos a eles uma pontuação de 1 a 5, onde 5 representa os doadores mais generosos. Segundo os analistas, as pontuações estão mais baixas do que nunca.

O ranking aponta que apenas 8 dos 400 bilionários doaram 20% ou mais de suas riquezas. Nessa lista, há nomes como Warren Buffett, George Soros, Gordon Moore e Julian Robertson Jr.

Há ainda 11 magnatas que contribuíram com 10% a 19,99% de suas fortunas, como MacKenzie Scott e Michael Bloomberg. CEO e cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg integra a lista dos que doaram entre 1% e 4,99% da riqueza, assim como o cofundador da Nike, Phil Knight, e outros 114.

Segundo o Business Insider, com base nas métricas usadas pelo Forbes Philanthropy Score, uma família de renda média dos Estados Unidos, com patrimônio líquido de cerca de US$ 120 mil e que doasse US$ 1.200 para a caridade, ao longo da vida, seria mais generosa do que Musk e Bezos.

Bezos é a pessoa mais rica entre os 400 bilionários pelo quarto ano seguido, mas recebeu nota 1 nos critérios de classificação. Ele anunciou promessas de doações e tenta evoluir no compromisso de contribuir com US$ 10 bilhões até 2030 para o combate a mudanças climáticas. Até agora, o fundador da Amazon doou cerca de US$ 865 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *