Debate sobre IR é ‘Torre de Babel’ e empurra Ibovespa para baixo

Estamos falamos há dias sobre a falta de consenso sobre a reforma tributária e nesta terça-feira (17), o ‘não’ venceu no plenário da Câmara dos Deputados que decidiu por não votar a proposta de mudanças no Imposto de Renda.

Vale lembrar que um dia antes da apresentação da proposta pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, a bolsa bateu os 129,5 mil pontos e, no dia seguinte, desceu para os 127 mil. E nesta terça fechou em 117.900 pontos.

Claro que há uma série de questões que influenciam esse cenário, mas isso também é um resultado que indica que algo não vai bem na condução da agenda econômica, que está levando a uma maior percepção de risco e à perda de tração nos mercados. Uma agenda de reforma dessa profundidade exige um debate muito mais responsável.

Sobre os efeitos dessa história na economia, a tributarista Vanessa Canado diz em entrevista ao Abertura de Mercado que não acredita que já esteja acontecendo uma suspensão de planos de investimentos, mas alerta que gerar insegurança por muito tempo, pode ser ruim, mesmo que o projeto acabe sendo aprovado. “Ficaríamos menos suscetíveis a essas avaliações subjetivas que podem, de fato, diminuir as nossas perspectivas de crescimento econômico.”

Lucas de Aragão, da Arko Advice, explica ainda porque o presidente da Câmara, Arthur Lira, quer tanto aprovar essa mudança no IR, mesmo diante de tanta discórdia. “Poucos temas são tão complexos de se chegar a um consenso quanto a questão tributária. São múltiplos interesses. E todo mundo é a favor da reforma tributária, mas uma reforma do seu jeito”, avalia.

E assim, o Congresso tem dificuldade em avançar, ao mesmo tempo em que Lira quer colocar em seu currículo esses grandes temas como a reforma tributária.”A medida pode avançar, mas deve avançar com inúmeras concessões que, no final das contas, não tenha cara de reforma.”

Ao longo da terça, o mercado teve a bolsa em baixa, que chegou a atingir uma mínima de 116 mil pontos no dia. Com isso, o fechamento do ano está no negativo. O dólar avançou e fechou em R$ 5,27, com os dados da atividade econômica dos Estados Unidos .

O presidente do Fed (o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, diz não saber ainda como a variante Delta pode afetar a recuperação do país. Nesta quarta-feira (18), espera-se a divulgação da ata do comitê de política monetária do Fed – o FOMC –  que deve ser seguida de outra fala de Powell e causar algum impacto nos mercados.

Uma boa notícia da terça foi sobre as empresas brasileiras abrindo capital fora do país. Isso ajuda no desenvolvimento econômico, já que o brasileiro vai deixando de financiar o Estado, para financiar o crescimento. Vem aí um recorde este ano de IPOs brasileiros em Wall Street.

Nesta quarta o mercado fica de olho também na votação do parecer sobre a minuta do edital do leilão do 5G no Tribunal de Contas da União. Um tema importantíssimo com impactos nos avanços de muitos negócios no Brasil.

Neste episódio do Abertura de Mercado, a comentarista de economia da CNN Thais Herédia ouve especialistas sobre esses e outros temas que mexem com a economia e influenciam o mercado.

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *