Nota de posicionamento: Fenafisco repudia os inimigos da soberania popular e da Constituição

O país amanheceu na quinta-feira, 22, com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo noticiando que o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, teria enviado recado ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ameaçando com a não realização das eleições em 2022 caso não seja aprovada a volta do voto impresso.

Questionado sobre a veracidade da ameaça, o ministro declarou laconicamente que se tratava de “invenção” do jornal.

A Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital), que só existe porque a Constituição de 1988, ao sepultar o regime de exceção e instituir o Estado Democrático de Direito fundado na soberania popular, reconheceu o direito à organização sindical dos servidores públicos,

Considerando o grave momento político porque passa o país, com reiteradas ameaças – ora veladas, ora expressas – ao regime democrático duramente conquistado, vem a público,

DECLARAR APOIO IRRESTRITO À CONVOCAÇÃO DO MINISTRO WALTER BRAGA NETTO, PELO CONGRESSO NACIONAL, para que preste todos os esclarecimentos que lhes forem exigidos acerca da suposta ameaça às eleições de 2022,

REPUDIAR VEEMENTEMENTE QUAISQUER AMEAÇAS DE SABOTAGEM À SOBERANIA POPULAR E À CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

Brasília, 23 de julho de 2021

Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital – Fenafisco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.