Relator da reforma tributária define isenção para dividendos: “está pacificado” Após falar em imposto progressivo, define R$ 20 mil como faixa de isenção para dividendos

O relator da reforma tributária , Celso Sabino , parece ter chegado a um consenso sobre a faixa de isenção para dividendos empresariais. Em entrevista à CNN, falou que o assunto está agora “pacificado”, e deve ser mesmo de R$ 20 mil .Segundo a jornalista Renata Agostini, Guedes estaria negociando a possibilidade de subir ainda mais esse limite, para R$ 25 mil . Sabino afastou a possibilidade.

“Eu estou conversando diariamente com o Paulo Guedes. Esse assunto dos dividendos já está pacificado, na isenção de 20 mil”, afirmou Sabino.

O governo propôs a taxação de 20% sobre o que for distribuído acima de R$ 20 mil por mês. O relator manteve a alíquota.

Uma semana atrás, em entrevista ao Estadão, havia mencionado a possibilidade de um “imposto progressivo”, mas agora parece ter mudado de opinião.

 “Sem falar em números, por que vou chutar. Seria assim, isenção (para quem recebe até) R$ 2,5 mil, até R$ 5 mil pagaria 5%; até R$ 10 mil pagaria 10%; até R$ 15 mil, 15%; R$ 20 mil, 20% e daí para cima uma outra alíquota, por exemplo”, disse à época.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *