Reforma Administrativa deve ser aprovada até o fim do ano, diz deputado

O debate sobre a Reforma Administrativa está avançando na Câmara dos Deputados e a pressão pelas alterações no texto original enviado pelo governo também. A reivindicação de alguns parlamentares, como o próprio presidente da Câmara Deputado, Arthur Lira (PP), é pelo fim de penduricalhos que acabam formando supersalários que ultrapassam o teto do funcionalismo público que hoje é de R$ 39 mil.

Para o funcionalismo de forma geral a grande preocupação é a inclusão de servidores da ativa o que segundo o presidente da Comissão Especial da Reforma Administrativa, deputado Fernando Monteiro (PP), entrevistado do podcast Abrindo o Jogo desta segunda-feira, não vai acontecer. Já a estabilidade pode ser mantida para algumas carreiras, mas não para todas.

Monteiro afirma que as mudanças estruturais devem valer apenas para servidores que ingressaram no serviço público depois de aprovada a reforma. “A comissão vai entrar em consenso para garantir todos os direitos garantidos, o que é importantíssimo, primeiro que é lei, segundo não podemos deixar nenhuma brecha para no futuro haver outra interpretação que possa trazer danos ao erário público.”

A íntegra pode ser ouvida no podcast Abrindo o Jogo que está disponível nas plataformas digitais e no site da Itatiaia.
Fonte: Itatiaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *