Bolsonaro sobre voto impresso: “Ganhe quem ganhar, mas na certeza” O presidente já chamou o Brasil de “republiqueta” por realizar eleições por meio eletrônico. Disse ainda que, se o Congresso aprovar voto impresso, este será o modelo de 2022

Bolsonaro sobre voto impresso: “Ganhe quem ganhar, mas na certeza”

O presidente já chamou o Brasil de “republiqueta” por realizar eleições por meio eletrônico. Disse ainda que, se o Congresso aprovar voto impresso, este será o modelo de 2022

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender, neste domingo (9/5), a aprovação do voto impresso. Declaração foi feita a motociclistas simpatizantes com os quais realizou passeio pelas ruas da capital. Também estiveram presentes o ministro da Defesa, Braga Netto, a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), autora do projeto e o deputado federal Helio Negão (PSL-RJ). Ao som de “mito” e e “eu autorizo”, o chefe do Executivo fez um rápido discurso sobre o Dia das Mães e repetiu defesa ao voto auditável.

O chefe do Executivo acrescentou que pegou o Brasil “arrebentado”, mas que, com o apoio da população, superará os problemas nacionais.

“Peço a Deus paz para vocês, força para todos nós e garra para superarmos obstáculos. Pegamos um Brasil realmente arrebentado, ética, moral e economicamente. E, aos poucos vamos recuperando com apoio e consciência parte de todos vocês. Que estamos buscando fazer o melhor realmente para o nosso Brasil. Acredito nessa pátria verde e amarela. O nosso lema é Deus, pátria e família. Incomoda muita gente, mas sabemos que isso é essência de praticamente todos nós”, concluiu.

Na última quinta-feira (6/5), o presidente chamou o Brasil de “republiqueta” por realizar eleições por meio eletrônico. Disse ainda que, se o Congresso aprovar voto impresso, esta será a maneira de realização das eleições de 2022, ou “não terá eleição”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *