Guedes fala em antecipação de benefícios de aposentados e pensionistas

“Não aceleramos antes ( a vacinação) porque havia tido uma falha, mas como é de outro setor, não vou nem comentar”, afirma o ministro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que vai antecipar o pagamento de benefícios de aposentados e pensionistas, mas que depende da aprovação imediata do Orçamento por parte do Congresso Nacional.

A fala do economista veio durante a participação dele na Comissão Temporária da Covid-19 na Câmara dos Deputados.

“Podemos disparar imediatamente a antecipação dos benefícios de aposentados e pensionistas. Mais R$ 50 bilhões vem de dezembro para agora. Vamos proteger os mais vulneráveis, e os idosos, nessa segunda grande guerra contra o coronavírus”, afirmou Guedes.

Por tratar de um orçamento já previsto, essa medida não terá impacto fiscal. Questionado pelos senadores sobre propostas para ajudar pequenos e médios empresários, Guedes também se manifestou.

A audiência pública promovida nesta quinta-feira (25/3), tem como objetivo debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos prazos, bem como a situação fiscal do país.

Carta

Na audiência, o ministro foi questionado por senadores sobre as medidas sugeridas na carta de renomados economistas de combate à pandemia. A declaração foi entregue nesta semana e já soma 1.500 assinaturas.

Na carta, os especialistas pedem pela aceleração da vacinação em massa, pelo incentivo do uso da máscara e de outras medidas protetivas e pelo isolamento social.

Em resposta, o ministro disse que está de acordo com essas propostas.

Não aceleramos antes ( a vacinação) porque havia tido uma falha, mas como é de outro setor, não vou nem comentar. Sobre a máscara, estou há um ano aí andando de máscaras o tempo todo e há um ano sem ir para o Rio de Janeiro, estou aqui em Brasília fazendo a minha parte (sobre o isolamento social)”, apontou Guedes.

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *