Prioridade para 97% dos brasileiros, indústria defende a reforma tributária

Segundo Renato da Fonseca, economista da CNI, o atual modelo tributário impõe uma perda da competitividade nacional

Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que 97% dos brasileiros consideram a indústria como um setor importante para o crescimento econômico. A percepção parece não ter o mesmo aval do Congresso Nacional e do governo federal, uma vez que o país há tempos vive um processo de desindustrialização, com o avanço das importações.

O economista chefe da Confederação Nacional da Indústria, Renato da Fonseca, admite a necessidade da modernização nas fábricas, mas reforça que a logística e, sobretudo, o modelo tributário impõem uma natural perda da competitividade nacional.

“O primeiro dever de casa é a agente conseguir aprovar uma reforma tributária que tenha uma alíquota igual para todos os setores e seja um IVA, imposto de valor adicionado, onde você tira essa cumulatividade que vai ficando, principalmente, nos setores de cadeia mais longas”, afirmou. Em conjunto com a agropecuária, a indústria foi eleita pela população como os setores mais importantes para o crescimento econômico do Brasil.

Fonte: Jovem Pan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *