Guedes quer reforma tributária em fases para não virar “caixa-preta”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta sexta-feira (12) que a reforma tributária saia em 2021, mas em fases, para não virar uma “caixa-preta”, com aumento de impostos. As declarações foram feitas durante evento virtual organizado pelo site Jota.

“A reforma tributária tem de ser feita este ano. Nossa proposta é fatiada, primeiro o IVA (imposto sobre valor agregado, resultado da unificação do PIS e da Cofins), depois reduzir os IPIs (Impostos sobre Produtos Industrializados). É [uma reforma] minimalista”, disse Guedes, explicando que ele também queria fazer um imposto sobre transações digitais para desonerar a folha, mas essa proposta foi barrada pelo Congresso. “Então, nossa proposta [agora] é reduzir imposto da pessoa jurídica, aumentar sobre dividendos, reduzir IPIs e criar passaporte tributário [para redução dos contenciosos].”

Ele reclamou das propostas de reforma que buscam aumentar impostos. “Estão querendo nos chamar para uma reforma tributária que não é nossa. São Paulo está aumentando impostos. É uma insensatez aumentar imposto no meio de recessão”, disse.

Fonte: Gazeta do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *