Luciano Huck rebate Ciro Gomes após pedido por tributação de jatinho

Apresentador respondeu à postagem sem polemizar tema e disse concordar com cobrança de taxas para proprietários de veículos náuticos e aéreos

Um dos prováveis candidatos à presidência da República em 2022, o apresentador Luciano Huck reagiu a uma postagem de Ciro Gomes no Twitter na noite desta terça-feira (5/1). Ao ser citado numa publicação por supostamente não ter pago imposto na compra de um jatinho, Huck disse que concordava com uma cobrança do tributo de forma mais séria e igualitária.

“Imposto sobre heranças. EUA cobram 40%, o Brasil cobra 4%. Um trabalhador de aplicativo paga IPVA da moto, enquanto Luciano Huck e João Dória, que compraram jatinho subsidiado com dinheiro público, não pagam IPVA do jatinho. Também não é cobrado de helicóptero e lancha”, escreveu Ciro.

O apresentador respondeu em seguida sem polemizar, mas propondo debate: “Boa, Ciro. Concordo contigo. Sou a favor de uma maior tributação sobre herança. Também defendo um imposto tipo IPVA sobre aeronaves e barcos. Seria o primeiro a pagar. É o justo. Mas creio que dá para fazer tudo isso de forma construtiva. Resgatando a serenidade e a confiança do país”.

Ciro Gomes fez outras postagens a respeito do assunto cobrança de tributos: “Se cobrarmos 0,5% a 1% sobre grandes patrimônios, acima de R$20 milhões, arrecadaríamos mais de R$80 milhões. Imposto de renda progressivo, que diminui do povo pobre e da classe média e aumenta para quem ganha acima de R$ 500 mil. Eu já cobrei quando fui ministro da Fazenda”.

Ele apresentou em seguida uma proposta acerca da imunização contra o coronavírus e alfinetou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido): “Revogar o teto de gastos. Ter um plano efetivo de vacinação. A retomada da economia somente será possível quando a pandemia for controlada – Bolsonaro assumir sua total incompetência e renunciar”.

“O Brasil pode virar o jogo. É fácil? Não. Tecnicamente, está aqui o caminho, o nosso desafio é político. Portanto, está na mão do povo, se nós conservarmos a democracia. Essa é nossa luta de hoje”, finalizou Ciro.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *