CBMDF desenvolve espuma para combater incêndios e concorre a prêmio A produção feita na capital ainda é baixa, mas sai 1/3 do valor do produto licitado pelo Corpo de Bombeiros, que é importado

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) desenvolveu espuma de combate a incêndio mais barata para os treinamentos e com eficácia garantida no combate ao fogo. O material, produzido em laboratório da corporação, é finalista no 24º Concurso Inovação no Setor Público.

O resultado da pesquisa concorre na categoria Inovação em Serviços ou Políticas Públicas. O concurso valoriza equipes de servidores que buscam alternativas às atividades cotidianas por meio inovações voltada a melhorar a gestão das organizações e de políticas públicas. A disputa é realizada pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Enquanto a produção ainda não é suficiente para todo o trabalho da corporação e neste primeiro momento, a espuma produzida pelo CBMDF é usada em treinamentos e rotina de manutenção de viaturas da força de segurança pública.

“A espuma licitada no mercado é importada e tem um custo alto. Diante desse cenário, vimos que precisávamos de uma espuma de baixo custo para o treinamento dos nossos bombeiros e calibragem das viaturas de combate a incêndio. Pensando em buscar alternativas, iniciamos os estudos técnicos em 2016”, explica o gerente do projeto, capitão Alisson Bernardi de Barros.

As viaturas de combate a incêndios do CBMDF têm um compartimento para o líquido gerador de espuma e outro para água. Um sistema específico faz a mistura dos dois, transformando-os em espuma para cessar o fogo. Hoje, o custo do produto licitado pelos bombeiros é de R$ 1.080 para recipientes de 20 litros.

Já o protótipo de espuma produzido no laboratório chega a custar um terço do valor, em média R$ 340. Hoje, ainda quase que artesanalmente, o CBMDF consegue produzir em média 150 litros do produto em dois dias. A intenção é de elevar a produção pra mil litros por semana, o que seria suficiente para abastecer a corporação por três meses.

A equipe responsável pela desenvolvimento e produção do protótipo de espuma é composta por bombeiros militares com formação em física, química, matemática e engenharias.

O resultado final do 24º Concurso de Inovação no Setor Público será apresentado ao final da Semana de Inovação de 2020, que ocorrerá virtualmente, entre os dias 16 a 19 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *