Previdência não pode passar de fevereiro, diz Temer

‘Sem reforma, Previdência quebra’, disse Presidente negou tentativa de reeleição. 

 

Em participação no Programa do Ratinho, o presidente Michel Temer defendeu que a reforma da Previdência precisa ser votada ainda em fevereiro. A entrevista foi exibida nesta 2ª feira (30.jan.2018) no SBT.

“Sem reforma, a Previdência quebra”, disse. Citando Grécia e Portugal como exemplos de países que tardaram a reformar os seus sistemas de aposentadoria a tempo, o presidente afirmou que a aprovação impediria “uma reforma mais radical em 2 anos, 3 anos no máximo” e que, com a reforma, a economia daria “1 salto enorme”.

Para o presidente, a aprovação “não pode passar de fevereiro”. “Já negociamos tudo o que foi possível, já fomos longe nas negociações que fizemos”, disse. Pediu apoio popular à reforma, que os espectadores “mandem carta para deputado, senador”, toquem no assunto “na esquina, no bar”.

Em dezembro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que a sessão para análise da proposta será realizada em 19 de fevereiro.

Questionado a respeito de reeleição, o emedebista brincou: “vou lançar o Ratinho”. Disse que não tem planos de participar das próximas eleições, querendo “passar à história como alguém que conseguiu recuperar o país”.

REFORMA NA MÍDIA
Michel Temer tem focado nas últimas semanas na tentativa de diminuir a rejeição à reforma. Nesta 2ª feira (29.jan.2018) o presidente concedeu entrevista à Rádio Bandeirantes, em São Paulo. Temer também conversou com o apresentador Amaury Jr., da Band e com Silvio Santos (SBT).

Fonte: Poder 360

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

  • Últimas Notícias
Sindifisco-PB pede ao TCE folha auditada e detalhada de 2013 a 2016

“Para que não haja mais dúvida sobre a questão”.

Governo ainda não tem votos para aprovar reforma da Previdência

Levantamento da Federação Nacional do Fisco Estadual e Dist

Comentários