“Ocupar Brasília”, dias 17 e 24, contra as reformas

Depois da vitoriosa greve geral do dia 28 de abril, o movimento sindical

Depois da vitoriosa greve geral do dia 28 de abril, o movimento sindical, por meio das centrais sindicais, desdobra a mobilização, e decide ocupar Brasília nos dias 17 e 24 de maio. E o momento é bastante oportuno.

A mobilização contra as reformas da Previdência (PEC 287/16) e trabalhista (PLC 38/17) tem surtido efeitos positivos. A primeira está parada na Câmara depois de ter sido aprovada na comissão especial na última terça-feira (9).

O governo não reúne os 308 votos mínimos para aprova-la, em primeiro turno, no plenário da Câmara. Planeja coloca-la em pauta em junho, quando estima ter entre 320 e 330 votos para aprova-la. Sabe-se lá o que vai fazer para reunir esses votos.

A reforma trabalhista está em discussão no Senado e segue ritmo de debates mais equilibrado que na Câmara. Não que não tenha havido debates na Casa inicial, mas esses não surtiram nenhum efeito, pois o relator lá, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), desconsiderou todas as considerações, sugestões, propostas e alertas dos que divergiam da proposta e do seu conteúdo. A prova disso é que a proposta do governo, que já era ruim, ficou pior.

 

Calendário de mobilização
Diante desse cenário, as centrais sindicais decidiram intensificar ações de pressão no Congresso Nacional nesta semana, de 15 a 19 de maio, com mobilização em Brasília prevista para quarta-feira (17). E para o dia 24 está confirmada a “Marcha e ‘Ocupação’ de Brasília”.

Nesta quarta (17) vai haver um mutirão de visitas aos gabinetes dos senadores e a intensificação do trabalho de pressão que tem sido feito pelos representantes da classe trabalhadora no Congresso Nacional.

Fonte (FENAFISCO)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

  • Últimas Notícias
Câmara aprova MP que reestrutura carreiras federais

Os deputados rejeitaram dispositivos que definiam . 

Auditores fiscais fazem dia de paralisação

O Brasil parou nesta sexta-feira (28). Em todo o país, vári

PSOL protocola pedido de impeachment

Parlamentares do PSOL protocolaram hoje (28) um pedido de impea

Comentários